Visite – www.iecamara.com.br – Blog de Capoeira

O Blog Iê Camará surgiu da necessidade de elucidar para as pessoas o significado de músicas de Capoeira comumente cantadas em RODAS DE CAPOEIRA por aí.

Visite: www.iecamara.com.br

Quando tiver a oportunidade visite um pouco o site e leia alguns conteúdos. Certamente terá algo que lhe poderá agregar valor. Por exemplo, você sabia?

Onde vai caimã, caimã, caimã 
Onde vai caimã (refrão)
Vou pra ilha de maré
Onde vai caimã
Vou jogar capoeira
Onde vai caimã
Arte de bater com o pé

Um corrido super popular e cantado rodas a fora. Fomenta a energia e é de fácil aprendizado porque são poucas e repetidas palavras. Muita gente canta e não faz ideia do que é Caimã. Então lá vai, aproveite o texto.

Nome Científico: Caiman yacare
Família: Alligatoridae
Ordem: Crocodylia
Distribuição: No Brasil, com destaque para o Pantanal, e também da parte norte da Argentina até o sul do Amazonas, passando por Bolívia e Paraguai.
Habitat: Vive em ambientes essencialmente aquáticos, como alagados, rios, lagoas e pântanos
Alimentação: Peixes e caramujos.

Fonte: Blog Iê Camará

Iê Camará - Visite: iecamara.com.br

Estou apostando na TELEXFREE. Vamos ver o que acontece

Por Danilo Barros Andrade

Olá amigos, resolvi fazer um teste de mercado na internet e apostar algumas fichas na TELEXFREE (Empresa que vende software de telefonia VOIP e que paga divulgadores para falar sobre o serviço deles.)

Tem 2 tipos de franquias:

ADCENTRAL e ADFAMILY. Na primeira você posta 1 anúncio diário e no segundo 5. Os pagamentos são USD20,00 e USD100,00 semanal e respectivamente.

Este na verdade um teste para ver se a empresa funciona e se há possibilidade de GANHOS REAIS por meio de mérito próprio (postando anúncios) e também indicações.

Caso você também queira apostar, sugiro utilizar este login que é mais confiável:

http://www.telexfree.com/ad/marketingonline

Fique atentos que em breve teremos novidades e uma bela análise desta história de infoprodutos.

Em qualquer dúvida, me enviem e-mail: barrosandrade@hotmail.com

STOP SOPA – Lei antipirataria da Web

Por Danilo Barros Andrade
dandrade@saldit.com.br

Temos de confessar que este é um assunto que ainda vai dar muito pano pra manga. Mas é justo e necessário que todo mundo entenda do que se trata, pois como perceberam o buraco é mais embaixo. O #SOPA é basicamente o Câncer mais novo da Web. Pelo visto vamos vivenciar o momento da ditadura da internet. Isso mesmo. A ditadura virtual. Até que ponto uma empresa que presta serviços na internet é responsável pelo conteúdo pirata disponibilizado na rede? Fato como este já ocorre na China, mas já paramos para pensar qual seria o impacto para nós brasileiros?

Estamos falando de uma varredura completa na internet onde milhares de sites podem cair. Simplesmente deixar de existir. E para onde irá a tal da LIBERDADE DE EXPRESSÃO? O projeto de “censura da internet” visa a colocar em cheque portais formadores de opinião. Seja grande, seja pequeno. Sou contra a pirataria sim. Mas também sou contra a censura. Definir o que infringe ou não as copyrights não é tão simples assim.

Por muito tempo os EUA, foram contra a China por repreenderem o uso da internet. E agora temos este cenário. É um paradoxo! Estamos vivenciando a ameaça de censura mais forte da internet. Eu, enquanto profissional da área de tecnologia/software posso garantir que esta medida poderá interferir gravemente na forma como divulgamos nossos produtos e lidamos com o licenciamento corporativo. Todas as grandes empresas de internet estão se opondo a isso. São formas diferentes e conflitantes de fazer negócios. Temos dois lados. Isto é um veto a criatividade.

Mesmo você sendo do Brasil seu conteúdo poderá ser afetado, pois mais de 60% dos servidores web ficam fora do país.

Fica a dica: A liberdade só incomoda para quem cultiva a escravidão.

Campus Party abre espaço para o CMS Joomla!

Por Danilo Barros Andrade
barrosandrade@hotmail.com

O BarCamp é o ponto de encontro de pessoas com interesse em comum. E nesta manhã o mediador foi Pedro Renan, que contou um pouco da história do CMS Joomla! e o instalou na hora, demonstrando algumas possibilidades aos participantes.
Pedro Renan trabalha com o CMS desde a versão inicial, em 2005, atualmente é sócio-consultor da Qu4troc, funcionário público e mora em Palmas-TO e também atua em projetos Moodle (plataforma de E-Learning, Open Source).
A palestra que teve inicio às 10h, discorreu sobre o tema: “Tudo Junto agora escreve-se tudo junto”, que na verdade é a tradução da palavra Joomla! no dialeto africano, swahili.
Durante um bate-papo descontraido os participantes puderam apreciar e entender um pouco mais sobre a evolução da ferramenta e também saber quais as configurações exigidas para instalação das últimas versões do CMS. Pedro comentou sobre o encerramento do suporte a versão 1.0 que aconteceu em junho de 2009 e ainda alertou sobre as vantagens de se trabalhar com uma plataforma amigável ao usuário final. Entender as principais funcionalidades da versão 1.6, ainda embrionária, também foram pauta da palestra.
O conceito do software livre está cada vez mais em voga e, nada mais natural, portanto, do que apresentar este CMS, que é altamente flexível, no BarCamp, que é o local próprio para colaboração e relacionamento. A Campus Party abre espaço e incentiva o acesso a informação. E a programação não pára. Até domingo muita coisa ainda vai acontecer. Os geeks e internautas que se preparem para tal.

Campus Party Brasil – Festa bombando!

Por Danilo Barros Andrade
danilo@hotmail.com

Danilo Barros - Jornalista - Na Campus Party 2010

A maior festa da internet brasileira – CAMPUS PARTY 2010 – está recheada de informações. E se você não teve ou não está tendo a oportunidade de conferir esta grande festa, que tal assistir ao melhor das palestras ao vivo agora?!?!? Isso mesmo há um canal streaming especial para você! Assista e divirta-se.

Forte abraço.

Clique no link e veja: http://tv.campus-party.org/

Como escrever para internet? Dica de SEO na escrita!

Por Danilo Barros Andrade
barrosandrade@hotmail.com

Olá pessoas, o post de hoje valerá para todos os blogueiros. Quem gosta de escrever para internet precisa entender alguns conceitos básicos de SEO (Search Engine Optimization). Pra quem não sabe esta técnica é utilizada para melhorar a visibilidade do seu conteúdo online e para ajudar o leitor na hora de ler o seu conteúdo. Afinal, pra que postar na rede se ninguém achar o seu contéudo? Abaixo são descritos alguns passos sobre boas práticas de redação na web, seguindo a teoria que eu concebo, que é embasada em estudo de sites, livros, pessoas e experiência própria.

Divirtam-se!

Dicas para elaboração de textos:

Os blogs ou sites podem ser lidos e acessados de qualquer lugar do mundo, portanto, é importante evitar jargões ou termos muito técnicos. Pra quem não sabe o que é, lá vai:

“Jargões são palavras ou abreviações usadas por um grupo de pessoas, mas que fora deste grupo ninguém sabe o significado.”

Se realmente for necessário, não esqueça de explicar o que é!


Palavras-chave – Esta é a oportunidade de comunicar as palavras-chave (aquelas que queremos aparecer) da página com mais precisão, uma vez que o título do seu post e ou meta tags são de alcance limitado. O padrão para título é a inserção da tag H1. Esse H1 são os HEADINGs – um tipo de formatação pré-pronta, como tem no word.  É importante tomar cuidado, inclusive, para não fazer textos pensando só nos robots, por quê fica desinteressante e pouco relevante para quem o lê.

Dica técnica: Para títulos de site, recomendo usar no máximo 65 caracteres.

Cuidado com os erros de grafia. Isso é grave! Na dúvida sobre como escrever ou digitar determinada palavra, procure trocar por outra que tenha certeza. As palavras mais usadas no texto devem ser pequenas e de uso diário.  Textos mal escritos ou com erros de concordância dificultam a compreensão.

Dica da vez: Frases curtas e os prágrafos não muito grandes. Na internet é assim!


No Jornalismo fala-se muito do LIDE  (Quem fez o quê? Quando? Como? Onde? Por quê?) – Estas são perguntas cujas respostas são fundamentais em qualquer texto. E mais, devem ser respondidas com o mínimo de informação, ou seja, no primeiro parágrafo. Independentemente do tema. Na internet o conceito do lide tem muita força, pois a ideia é fazer com que o leitor saiba o máximo lendo o mínimo.

Dica da vez: É melhor usar vários parágrafos do que somente um texto corrido.


Lembre-se sempre de citar a fonte.  Nem vou obrigar, neste caso, a colocar seguindo normas e normas. Se você puder informar de onde tirou a informação já tá beleza! Mas se quiser algo mais pode colocar nos padrões que existem por aí.

Dica para citar fonte na internet: apelido; nome próprio do autor; título completo do artigo (entre aspas); título completo da homepage (se aplicável, em itálico); endereço “http” completo; data da consulta ou a data da última atualização do documento (entre parênteses).


Tome cuidado ao sublinhar um texto, pois isso muitas vezes induz o leitor a clicar na palavra. A internet é assim. Interatividade aguça o senso crítico do internauta. Clicar ou não? Eis a questão. Se parecer que dá pra clicar e não puder frustará! Certeza! Lembre-se de que na internet lidamos com leigos e experts.

Dica da vez: Que tal usar o negrito? O tal do bold/strong também é considerado fator de relevância para internet. O Google lê o conteúdo e entende que se você destacou determinado conteúdo é porquê deve ter algum motivo. Então ele valoriza.

A linguagem coloquial pode ser mantida, claro que com o bom senso. Sabemos que quanto mais formalidade mais complexa a compreensão. Dinamismo. Se o leitor precisar ler o mesmo texto 3 vezes para entender o que você quis dizer, ferrou. Não há tempo.

Dica da vez: Isso não significa que precisamos deixar de lado as regras do bom português.


Informações verdadeiras – É muito importânte ter certeza daquilo que publica. Sua credibilidade vai de 100 a 0 em poucos minutos ou vice-versa. Isto nem é dica para internet. É dica pra tudo….rs Aliás, parece tão óbvio, não?

Dica da vez: As coisas não são óbvias como pensamos. Muita gente deixa de lado este item ou checa a veracidade da informação depois de publicar o texto. Pecado! A internet é muita rápida, ou melhor os internautas são rápidos demais.


A recomendação é de textos diários. Atualização constante. Por quê? Para fazer o leitor perceber que o site tem atualização frenquentemente. O usuário gosta e o Google também. Você visita um blog várias vezes num mês, mesmo sabendo que ele mais nunca foi atualizado? Não! Óbvio que não. Jornalistas que focam no bom português sabem muito bem que repetição de palavras num mesmo texto é péssimo.

Há quem diga que isto significa falta de vocabulário. Mas em se tratando de SEO, talvez a regra perca um pouco da força. Pois sinceramente precisamos destacar, as vezes, a palavra-chave que queremos ser encontrados. Então se faz necessária a utilização de uma palavra mais de uma vez no mesmo texto.

Dica da vez: Cuidado com o contexto. O conteúdo que fica em torno da palavra-chave escolhida também conta ponto para bom posicionamento no ranking de buscas. Na basta só tacar palavrinhas lá, várias delas espalhadas pelo texto, é preciso escrever com atenção para que a informação tenha nexo.


Evite duplicar conteúdo. O Google não gosta desse tipo de atitude e o dono do texto também não. Mesmo que tenha os devidos créditos. Criatividade é o que importa. Conteúdo inédito. Exclusivo. Sempre, ok? Traduzir textos do inglês para o português e fazer suas adaptações também é válido.

Dica da vez: Atenção ao traduzir textos em outros idiomas. Nem sempre jogar só no Google Translate é a melhor solução. Sugiro uma revisão, né?

Por ora é isso! Se você seguir estes itens e o seu bom senso, com certeza terá sucesso com a informação divulgada!
Forte abraço.

Encurtadores de URL

Por Danilo Barros Andrade
danilo@konfide.com.br | @danilobarros

Algumas pessoas já me perguntaram sobre soluções para reduzir o tamanho das urls para enviar para um amigo ou até mesmo para utilizá-las no Twitter.

http://bit.ly/
http://www.sitemeu.net/
http://migre.me/
http://u.nu/
http://kissa.be/
http://vai.la/
http://uiop.me/
http://ow.ly.com /
http://su.pr.com /
http://twurl.com/

Um dos encurtadores de urls mais famosos hoje é o HTTP://BIT.LY/ – que sem dúvida o sucesso deve-se ao twitter. Uma novidade é que este serviço permite o envio de imagens, vídeos e pdf.

Existem milhares de outros espalhados pela internet, mas como você só vai usar um, algum da lista acima poderá resolver.

Abraços